Gastronomia Típica

Capão à Freamunde

O capão (frango castrado) trata-se de uma tradição praticamente única em todo o mundo, cujas raízes remontam ao Império Romano. Foi, por isso, considerado por vários autores como “Manjar dos Reis”.

Acompanhado com batata assada, grelos e arroz de forno, esta iguaria é um produto certificado com indicação geográfica protegida, considerado o ex-líbris gastronómico da região. Confecionado “à Freamunde”, coleciona apreciadores famosos, que todos os anos não perdem a Semana Gastronómica, que se realiza de 1 a 13 de Dezembro, sendo 13 dia da famosa Feira dos Capões.

Onde comer:

  • O Penta
  • Aidé
  • A Presa
  • O Tarasco
  • O Gusto
  • O Telheiro
  • Casa de Campo

Cabrito Assado

Prato servido em muitas das mesas do Norte de Portugal, especialmente durante as festividades da Páscoa.

É acompanhado com batatas assadas e arroz de forno.


Anho Assado

Numa região onde a pastorícia complementa a atividade agrícola, o anho assado associa-se a momentos de festa ou de descontração social e familiar.

Sendo uma expressão desconhecida de muitos, o anho refere-se a um borrego que não deve ter mais do que 10 a 12 kg de peso e é um prato tradicional acompanhado com batatas assadas e arroz de forno.


Cozido à Portuguesa

O típico Cozido à Portuguesa é um prato usado em qualquer época do ano, mas tem sempre lugar à mesa em momentos de celebração.

Este prato leva muita variedade de carnes e, normalmente, é acompanhado com arroz de forno e batatas cozidas.


Rojões

Prato associado à matança do porco, que se realizava em jeito de comemorações na altura do tempo frio.

Atualmente, os apreciadores de carne podem saborear esta iguaria em qualquer altura do ano. Os rojões são servidos numa púcara de barro com batatas fritas cortadas aos quartos e enfeitados com grelos salteados.


Doces do Calvário

Considerado o melhor bolo de feijão do Mundo, o Doce do Calvário é feito com amêndoa, coco e noz.


Rochas da Citânia

Especialidade originária do município e dedicada à Citânia de Sanfins, é preparada à base de frutos secos – miolo de amêndoa e noz - à qual se juntam ovos e coco.


Brisas do Pilar

Em homenagem ao Monte do Pilar, deu-se a conceção de um doce tradicional considerado mais leve. Este é composto à base de ovos, açúcar e coco.


Sopa Seca

O pão, associado ao mel e ao açúcar louro, é transformado nesta doce sobremesa.

É degustada, especialmente, no Carnaval pois é elaborada com água do Cozido à Portuguesa (feito com os três tipos de carnes: carne de porco, carne de vaca e carne de galinha), refeição que se come no Dia de Carnaval. Normalmente, faz-se num alguidar de barro.


Vinho Verde (da região)

Para acompanhar a prova das variadas iguarias do município, recomenda-se o excelente vinho verde do Douro, que é produzido nestas terras e reconhecido com inúmeros prémios nacionais e internacionais. As características geomorfológicas do território souberam proporcionar as condições ideais para o desenvolvimento de vinhedos de elevada qualidade, dos quais saem néctares leves e frescos.


Partilhar Fechar
Capital Europeia do Móvel 1924